Relacionamento com clientes: A chave para o sucesso

17 de setembro de 2019 By 0 Comments

Relacionamentos são complicados, mas pra tudo há uma solução

Relações interpessoais não são coisas simples

Qualquer relação interpessoal depende de muitas variáveis. Não só isso, quando se trata do relacionamento de um cliente/contratante e seu fornecedor/contratado, a natureza profissional da relação torna as coisas ainda mais estressantes, sensíveis e complexas.

Existem alguns passos para conseguirmos lidar com essas complicações

Mas, nem tudo está perdido: seguindo alguns passos, você poderá garantir que fez a sua parte para manter uma relação boa com seus clientes.

Siga as nossas dicas para manter um bom relacionamento com clientes

Reunimos algumas dicas nesse post para te ajudar a manter um bom relacionamento com clientes. Já vou te adiantando que são vários passos e vários detalhes, porém com esforço e, principalmente empatia, você conseguirá entender e lidar com eles.

De onde tiramos essas dicas?

Talvez você não saiba, mas nós somos a JD System, uma empresa com mais de 15 anos de experiência no ramo de soluções em Tecnologias e Sistemas de Gestão Informatizados.

Temos parceiros dos mais diversos segmentos e tamanhos, em todo o território nacional. Ao longo de todos esses anos, com o nosso foco em satisfazer as necessidades dos nossos clientes, desenvolvemos um profundo entendimento de como atender melhor aqueles que mais importam no final das contas: o público que consome os nossos serviços, os nossos parceiros.

Um bom relacionamento com seus clientes só depende de você

Mais do que uma checklist com vários itens que devem ser feitos e depois você poderá se esquecer da existência deles, criar uma boa relação com clientes é um processo constante e portanto você nunca vai poder relaxar

É algo que demanda esforço e foco contínuo, de forma que o seu cliente se sinta realmente apoiado e servido por você.

Finalmente, vamos às dicas:

O primeiro passo é o óbvio: é se lembrar o porquê do seu serviço existir

Parece meio estranho esse passo, não é? Mas a realidade é que muitas vezes as empresas se esquecem que os seus serviços cumprem uma função com a sociedade.

Essa função é a de servir e atender uma necessidade do público consumidor, podendo ser um público segmentado, de nicho, ou atender potencialmente toda a população (no caso de serviços básicos, como por exemplo abastecimento de água).

Portanto, você tem a responsabilidade de satisfazer o seu cliente, nunca se esqueça disso.

Em seguida, deve-se focar em entender o cliente

Uma vez estabelecido o entendimento sobre a existência do seu serviço, você poderá partir para o próximo passo: entender o seu cliente.

Certamente não estamos falando de um entendimento superficial. É necessária uma compreensão aprofundada do seu cliente. “Mas, como fazer isso?”, você talvez esteja se perguntando. Para isso, temos o próximo passo:

Comunique-se com o seu cliente

Hoje em dia, é necessário para qualquer empresa oferecer mais de um canal de comunicação com seus clientes. Telefones, internet, e-mails e redes sociais são alguns dos exemplos mais comuns.

Fale com o seu cliente! É extremamente primordial que aconteça uma troca saudável de informações, principalmente vinda do cliente para o fornecedor/prestador de serviços.

Através de uma comunicação constante, você poderá receber um feedback de coisas positivas e também das negativas do seu produto/serviço.

Afinal de contas, você deve focar em satisfazer o seu cliente, então esse acompanhamento é necessário para você saber se está tudo bem, ou se precisa melhorar em algum aspecto.

Corrija seus erros imediatamente

Através do último passo você descobriu algum defeito ou falha? Ótimo! Nada é perfeito, e você ter encontrado esse problema é muito melhor do que você acreditar que estava tudo bem sem realmente estar.

Agora questão é outra: Se algo no seu serviço não está atendendo a necessidade do seu cliente, significa que esse algo muito provavelmente pode e deve ser mudado.

Comece imediatamente para que possa terminar mais cedo e entregar essa tão esperada mudança para o seu consumidor. Pode ter certeza que o seu esforço não será em vão.

Mostre para seu cliente a importância dele

Você já sabe a importância do seu cliente, mas é necessário mostrar para ele que você realmente se importa. Através do passo anterior você conseguirá isso.

Não só isso, um serviço de qualidade também agrega valores subjetivos. Oferecer “pequenos” confortos para o seu cliente pode trazer resultados inesperados e significativos.

Um ambiente físico em que o seu cliente se sinta bem é um exemplo. Um brinde de final de ano? Ótimo também. Que tal uma promoção com preços super especiais para clientes mais antigos? Eles certamente apreciarão e perceberão o valor que você os dá.

 

O resultado

Os passos acima não são fáceis de serem realizados, mas certamente valem a pena uma vez que estejam sendo seguidos.

Uma via de mão dupla

Se você conseguir cumprir as dicas que te demos, com o tempo você perceberá mudanças em como os clientes enxergam a sua empresa.

Isso porque uma relação é uma via de mão dupla: Se o seu cliente está sendo bem tratado e recebendo estímulos positivos da sua empresa, certamente ele irá retribuir com gratidão e fidelidade.

Clientes fidelizados

Um cliente fidelizado não é só um cliente que não te abandonará, como também é um cliente que “veste a camisa” da sua marca e acredita nos seus valores.

Ele certamente recomendará a sua empresa para as pessoas que ele conhece, pois ele sabe que elas não irão se arrepender, da mesma forma que ele não se arrepende de confiar na sua organização.

E, ao longo do tempo, um cliente que está comprometido com a sua marca tenderá a consumir mais produtos que você oferecer a ele, pois ele sabe que você não ofereceria algo que não o agradará.

E, como você seguiu os nossos passos, você sabe que não deve nunca fazer isso, não é?

Boa sorte, e nunca se esqueça que a satisfação é a chave para um bom relacionamento com cliente.